Recepção

Ministério de Recepção

Missão

Servir com alegria, recepcionando todas as pessoas nos cultos dominicais e eventos especiais, proporcionando um ambiente acolhedor desde no primeiro contato com a Igreja.
Cristo chama cada membro da igreja para o ministério. A igreja é o “sacerdócio real” (I Ped. 2:10).
Como recepcionista você é um ministro. Logo depois do Pentecostes, o dom da recepção ou hospitalidade foi, primeiramente, exercido especificamente para a igreja (Rom.12:13; I Tim.3:2; I Ped.4:9). Enquanto os crentes louvavam a Deus, caíam nas graças do povo. O amor manifesto entre eles atraía outros para a sua comunhão e “… todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.” (At.2:47).
Deus supre cada pessoa na igreja com os recursos para o ministério:
Quando uma pessoa entra na igreja pela primeira vez, ela avalia a atmosfera. Pergunta a si mesma: “Eles me aceitarão? Será fácil fazer amigos? Minha família gostará disso aqui?”
O visitante chegará rapidamente a algumas conclusões durante os primeiros minutos, e as primeiras impressões são, frequentemente, impressões duradouras. Consequentemente, o ministério dos recepcionistas é uma das coisas mais importantes que acontecem em qualquer congregação.
Embora o amor do recepcionista não deva ser mais forte do que o amor encontrado no restante do corpo de Cristo, todavia o recepcionista desempenha função importante em assegurar que as pessoas sintam e experimentem esse amor. Em Cristo, você recebeu o amor incondicional de Deus e é chamado a estender esse mesmo amor a outros.
O ministério da recepção é, talvez, é um dos mais visíveis, pois é a porta de entrada para que a pessoa ouça através do estudo bíblico e da oração a voz de Deus.
Receber as pessoas com amor, atenção e simpatia, é mais do que praticar as regras do bom atendimento. É representar a Cristo no olhar, no sorriso, nas palavras e nas ações e isto será o resultado de uma íntima convivência com o Senhor.

Funções e Atribuições da equipe de Recepção:

  1. Trabalhar com o pastor e os líderes dos vários departamentos.
  2. Montar equipes para os cultos dominicais de quarta-feira e demais eventos de Igreja.
  3. Manter pelo menos uma pessoa para cada reunião.
  4. Deverão ser feitos contatos posteriores com os amigos visitantes, através de telefonema ou e-mail feito pelo próprio recepcionista.
  5. Treinamento de pessoas e reuniões periódicas para planejamento, avaliação, motivação e confraternização.
  6. Definir as tarefas de cada participante das equipes, e encorajá-los na execução das mesmas.
  7. Providenciar material de recepção, controlar sua manutenção e estabelecer um local adequado para guardá-lo.
  8. Estabelecer, com antecedência, a escala de atendimento para cada reunião da igreja; supervisionar este atendimento à chegada e à saída, e a coletas de dados.
  9. Chegar ao local do culto com pelo menos vinte minutos de antecedência.
  10. Sempre que possível, servir um chá ou suco aos amigos visitantes, em uma sala à parte, no final das reuniões.
  11. Coordenar o trabalho da equipe de Contato Imediato com os amigos visitantes.
  12. Colocar os pedidos de agradecimento de oração dos visitantes na caixa específica que está no saguão da igreja, informando aos visitantes que estes pedidos serão lidos e encaminhados em oração.
  13. Permanecer pelo menos vinte minutos após o culto para conversar e orar com os visitantes.
  14. Usar o jaleco especifico ou crachá para serem prontamente identificados pelos visitantes.
  15. Esta é uma das mais importantes áreas do Ministério da Recepção.

Cuidar de material, passar informações para aqui e para ali, não são, como pode parecer, atividades de pouca importância. Mais do que dados preciosos que devem ser encaminhados com exatidão e sem falta para os lugares indicados, tudo faz parte de um processo, que envolve esforços do céu e da Terra para a Salvação de almas por quem Cristo deu a vida.

Para esta tarefa deve-se escolher uma pessoa responsável, caprichosa e dedicada.
Suas atribuições:

 Equipe de Recepcionistas:

É formada por pessoas com facilidade comunicação e de relacionamento.
O ideal é ter na equipe pessoas de diferentes faixas etárias que atendam os visitantes com quem melhor se identificam. Ex.: jovem atendendo jovem, adultos recebendo adultos, etc. Além dos recepcionistas cumprimentando à porta.
Na entrada, encaminhar crianças ou jovens para as respectivas classes;

Material para os Recepcionistas:
a) Crachá ou jaleco;
b) Caderno com as fichas de informações dos amigos visitantes.
c) Canetas;
c) Cartões diferenciados de Boas Vindas;
d) Boletins;
e) Pasta para colocar o material (opcional).

Para a mesa ou balcão de atendimento:
a) Bíblias;
b) Estoque do material dos Recepcionistas – estudos bíblicos.

Mesa ou Balcão de Atendimento

O recepcionista que atende à porta, após conversar e preencher a ficha do amigo visitante oferece-lhe uma Bíblia para uso durante a reunião e o encaminha até a mesa ou balcão de atendimento.
Lá é o local onde ficam as Bíblias e o estoque de material dos recepcionistas, muito bem organizados e conservados.
É um local visível e de fácil acesso dos amigos visitantes, que devem permanecer ali apenas
o tempo necessário para retirarem o material e em seguida serem encaminhados para os assentos.
Após a reunião, ao receber de volta a Bíblia, o recepcionista explica ao amigo visitante que se ele quiser estudar a Bíblia temos uma escola dominical pelas manhãs com direito ao delicioso café da manhã.

“Tudo que fizerem façam de todo o coração como para o Senhor, e não para os homens, sabendo que receberá do Senhor a recompensa da herança. É a Cristo, o Senhor, que vocês estão servindo.” Colossenses 3,23-24

Líder do Ministério da Recepção

Paula Patrícia R. Custodio Bieniek

Equipe de Recepção

Sandra Mingrone
Nilo Mingrone
Denise Martins de Lazari
Osni Lazari
Roberta Carvalho
Mauri Carvalho
Noemi Lalli
Gabriel Bolorini
Edvaldo A Gomes